Acuario Rosa

Todo lo que rodea a la acuariofilia

Xylema, o blogue de Alex Ribeiro

Click para acceder ao blogue

– Olá Alex. Obrigado por atenderme.
Já fai muito tempo que sou leitor asiduo do seu blogue, já incluso quando tinhas a outra web. Qué foi o que aconteceu para mudares?

O Xylema nasceu no serviço gratuito de blogs da Google, o blogspot, com algum tempo eu mudei para um domínio próprio (.net) por que o site estava exigindo muito mais recursos que o blogspot poderia oferecer naquela época, neste momento o site se tornou muito popular, recebeu links de outros sites mundo a fora e se tornou popular. Após três anos, e com muitos altos e baixos, eu quase encerrei a página em definitivo devido a um grande desentendimento com o meu host, no entanto depois que passou a frustração eu preferi voltar ao blogspot que hoje atende quase totalmente as minhas necessidades e creio que deve permanecer assim ainda por muito tempo. Muita coisa eu recuperei do backup do banco de dados do site antigo.

Dime 3 posts dos que mais gustaste escrever

Aquascaping x Conhecimento
Onde trato da necessidade de estudo e aprimoramento individual.

Kusamono Shitakusa Kokedama Wabikusa
Por que foi divertido pesquisar para escreve-lo.

Poderia citar um que estou escrevendo para revista Aquamagazine, mas não foi publicado ainda, então o terceiro não é um, mas vários, são aqueles em que escrevo sobre os contests, gosto muito.

– No teu blogue das o motivo pelo que o Xylema existe:

” criada por uma necessidade: não perder endereços interessantes e compartilhar com os amigos todo esse conteúdo incrível que existe na internet. “

Quántos forums, blogues e paginas de aquariofilia frequentas? Recomendarias-me algûm en especial?

Ativamente faço parte do fórum da Era de Aquários que foi e ainda é um lugar de reunião da maioria dos amigos brasileiros, mas em termos de navegação são muitas as opções entre os fóruns, posso citar de imediato: aquaonline.com, aquaticplantcentral, plantedtank

Os blogs são muitos e há muito conteúdo na internet, posso citar Aqualize , SekaiScape , Filipe Oliveira, natureplanet, natureaqua, nataboa/, Nature aquarium blog e claro o Acuario Rosa também consta na relação de visitas períodicas, mas há muitos, muitos outro que possuem muito conteúdo, uso o Google Reader para acompanhar os blogs e sempre visito blogs que referenciam o Xylema, a maioria destes links foram achados desta forma.

Do teu blogue cháma-me muito a atençao nao só as frequentes referéncias á marca de acuariofilia ADA, senao inclusive tems uma lista de links ás webs comerciais dos países onde a ADA tem distribuiçao dos seus produtos. É a ADA patrocinadora do blogue ou é simplesmente uma questiao de admiraçao pela marca?
Qué achas do valor dos seus produtos?
Achas todos necesarios?
É a ADA nao só uma marca mas tambén uma filosofía de acuarismo?

Boa obervação. Não, não tenho nenhuma relação comercial com ADA, nunca recebi qualquer patrocínio, apesar de ser um IAPLC Supporter, relação que só começou em 2010 por ocasião do aniversário de 10 anos do IAPLC.

Tive um fascínio tremendo desde a primeira vez que vi as imagens dos aquários da ADA disponíveis no extinto website da Vectra Point, foi amor a primeira vista e eu precisava de qualquer maneira descobrir como ter um aquário igual aquelas fotos maravilhosas, foi ai que comecei a estudar sobre o estilo Nature Aquarium. Inclusive os textos básicos que estão até hoje no Xylema foram minhas primeiras traduções dos artigos que estavam disponíveis no site da Vectra Point.

A ADA sempre me influenciou em razão do estilo Nature Aquarium para o aquascaping e sua filosofia e não pela sua linha de produtos para aquários, os itens que mais me chama atenção são de hardware, em especial as cubas de vidro, as luminárias e o sistemas de injeção de CO2, são obras primas de designe. Pelo menos pra mim, sim, a ADA estabeleceu uma filosofia e trouxe com isso seu lado comercial com sua marca de produtos, mas o que seria a ADA afinal sem o seu estilo? Grosso modo costumo dizer que seria um computador da Apple sem o OS da Apple.

O custo dos produtos anda assustando até os Americanos, imagine aqui no Brasil onde os produtos devem ter a taxação mais alta do mundo (sem exageros). Infelizmente isso sempre restringiu muito a linha da empresa, eu particularmente só usei fertilizantes e suplementos, adquiridos por meio do eBay e por um preço muito superior a um produto similar de outra marca. Felizmente o Brasil acabou de ganhar seu distribuidor oficial da ADA, o que deve mudar um pouco esta situação.

Alex, permite-me comentar que eu sempre vi o conceito “nature aquarium” do senhor Amano como uma estrategia de márketing, e justifico esta afirmaçao porque nas definiçoes feitas por ADA dizen coisas como: “The Nature Aquarium Concept is the creation of a natural biosphere within the glass confines of an aquarium.” Isto penso que é un conceito muito abstracto e muitoo geral e que o cumplen o cento por cento dos aquas que usam materiais naturais, sejam aquas holandeses, landscapes, etc…
Como definirías tu o Natural aquarium de Amano? Que o diferencia de qualquer outro?

É realmente uma definição bastante ampla, mas a mim o estilo NA sempre me ocorreu com um estilo paisagistico que busca no ambiente natural a sua inspiração para criar uma representação, nunca associei o termo “nature” aos materiais utilizados, embora a maioria dos materiais usados na composição do paisagismo sejam realmente naturais (rochas/madeira/plantas).

Estendendo o conceito a todo o aquário a definição literal de “nature” se torna conflitante quando entramos em conceitos de suplementação nutricional e demais aditivos necessários., Não entendo o termo “nature” neste sentido. A limitação física, diversidade e dinâmica dos processos necessário para manter um aquário são algo que só o aparato tecnológico pode proporcionar, o que nos impede de classificar qualquer aquário moderno como natural no sentido literal da palavra. Já vi muitas vezes esse assunto em discussões longas e infrutíferas, este é o meu ponto de vista.

O que temos é uma representação que tenta ser esteticamente natural, acredito que este seja o motivo que tenha levado o Sr Amano a batiza-lo como NA.

Tomando por exemplo o primeiro lugar do IAPLC 2011, de Pavel Bautin, cujo trabalho é a releitura de um ambiente familiar e natural, uma floresta do leste Europeu, muitas pessoas questionaram essa premiação, mas observando novamente do ponto de vista puramente estilístico e representativo, que é a meu ver é a pauta do estilo NA, o aquário garantiu com louvor a sua classificação.

Creio que o que distingue um NA de qualquer outro aquário é a sua atmosfera natural, toda sua estética é trabalhada neste sentido e as técnicas utilizadas, tais como podas e iwagumi, são baseadas nisto.

Mas o primeiro posto no IAPLC deste ano só seria “natural” se o aquario representara uma “foresta de pinheiros inundada”😉 É o que muita gente critica… que um “landscape” é como um modelo feito a escala.. umas montanhas, umas árbores, … É o “pinheiro manso” de Filipe Oliveira um aquario natural desde o teu ponto de vista? Por outra parte o mais natural serían os “biotopos”…

Não vejo desta forma, como comentei antes não encaro o termo Nature com este sentido literal.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: