Acuario Rosa

Todo lo que rodea a la acuariofilia

Archivos por Etiqueta: portugués

Entrevista a Filipe Oliveira

Entrevista a Filipe Oliveira
por Óscar Pereiro

De todos los aficionados a la acuariofilia, y en particular al paisajismo acuático, es conocido Filipe Alves Oliveria (FAAO).
No necesita más presentación.
Acuario rosa:
Olá Filipe. Primeiro de tudo muito obrigado pela entrevista para Aquário rosa.
Hola Filipe. Antes de nada muchas gracias por la entrevista para Acuario rosa.
FAAO:
É um prazer! Estou sempre pronto a ajudar os amigos!
¡Es un placer! Estoy siempre dispuesto a ayudar a los amigos!
Acuario rosa:
Eu queria começar perguntando quando começou com isto do paisagismo aquático
Yo quería comenzar preguntando cuando comenzó con esto del paisajismo acuático
FAAO:
O Aquascaping apareceu com normalidade, digamos que foi uma forma de evoluir dentro do tema de aquários plantados.No início a principal preocupação era fazer crescer plantas, combinar cores e texturas; depois comecei a seleccionar algumas espécies de plantas que me pareciam mais indicadas de acordo com os inertes escolhidos. Nos meus layouts tento sempre dar mais ênfase aos inertes e criar layouts minimalistas e simples. Acho que aqui está o segredo para o sucesso…
El Aquascaping apareció de forma natural, digamos que fue una forma de evolucionar dentro del tema de los acuarios plantados.Al principio la principal preocupación era hacer crecer bien las plantas, combinar colores y texturas, después comencé a seleccionar especies de platnas que me parecian más indicadas de acuerdo con los inertes escogidos.En mis montajes intento siempre dar mayor énfasis a los inertes y crear montajes minimalistas y simples. Creo que aquí está el secreto para el éxito…
Acuario rosa:
Que avaliação da sobre o paisagismo em Portugal?
¿Cómo evalúas el paisajismo en Portugal?
FAAO:
O Aquascaping em Portugal tem vindo a aumentar e nota-se que as pessoas já começam a ter alguma sensibilidade para este lado da aquariofilia. Muitos já não montam aquários por montar e já começam a planear as suas montagens. Mesmo assim gostava de ver mais aficionados pelo aquascaping em terras lusas.
El Aquascaping en Portugal viene creciendo y se nota que las personas ya comienzan a tener alguna sensibilidad para este tipo de acuariofilia.Muchos ya no montan acuarios por montar y ya comienzan a planificar sus montajes. Aún asi me gustaría ver más aficionados por el aquascaping en tierras lusas.
Acuario rosa:
Qual é sua opinião sobre a paisagem competitiva? Qual é a competiçao que considera mais prestigiosa a nivel mundial?
¿Cuál es su opinión sobre las competiciones de paisajismo? ¿Cuál es el concurso que considera más prestigioso a nivel mundial?
FAAO:
Acho saudável e em certa forma obriga-nos a tentar manter um nível elevado em cada montagem que é feita. Na minha opinião, vencer o IAPLC será o principal objectivo de todos os aquascapers a nível Mundial, tanto pelo prémio como pelo prestígio.
Creo que es saludable y en cierta manera nos obliga a intentar mantener un nivel elevado en cada montaje que se hace. En mi opinión, ganar el IAPLC será el principal objetivo de todos los paisajistas a nivel mundial, tanto por el premio como por el prestigio.

Acuario rosa:
Qual foi a sua maior alegría relacionado co mundo da aquariofilia?
¿Cuál fue su mayor alegría relacionado con el mundo de la acuariofilia?
FAAO:
Não vou considerar alegria mas sim maior satisfação. Aconteceu quando finalizei o meu 1º aquário plantado, finalmente consegui fazer algo que antes apenas via em fotografias. “Afinal não era tão difícil como imaginava…”
No lo considero alegría, pero sí mayor satisfacción. Ocurrió cuando terminé mi primer acuario plantado, al final conseguí hacer algo que antes apenas veía en fotografías. “al final no era tan difícil como imaginaba…”
Acuario rosa:
E a sua maior pena?
¿Y su mayor pena?
FAAO:
Ter um layout arruinado em dias por um simples descuido.
Tener un montaje arruinado en días por un simple descuido.
Acuario rosa:
É conhecida a sua relaçao com uma casa comercial de aquariofila (ELOS)… mas que opiniao tem dos afeiçoados que se “casan” cuma soa marca?
Es conocida su relación con una casa comercial de acuariofilia (ELOS)… pero, ¿qué opinión tiene de los aficionados que se “casan” con una sola marca?
FAAO:
O “casamento” com uma marca é sinónimo de satisfação. Antes de utilizar ELOS experimentei uma serie de marcas e produtos, uns melhores que os outros mas não me complementavam ou satisfaziam totalmente. Gastei algum dinheiro, tempo e tive algumas preocupações sempre que usava produtos novos, pois nunca sabia com que contar ou que efeitos teriam. Quando usas a mesma marca há anos permite-te levar um aquário ao extremo, sabes com o que contar, permite-te equilibrar um aquário facilmente e mesmo que os produtos tenham um custo acima da média, por fim poupa-se muito… mas muito dinheiro!
El “matrimonio” con una marca es sinónimo de satisfacción. Antes de utilizar ELOS experimenté una serie de marcas y productos, unos mejores que otros, pero no me servían o satisfacían totalmente. Gasté algún dinero, tiempo y tuve algunas preocupacioens siempre que usaba productos nuevos, pues nunca sabía con qué contar o qué efectos tendrían.Cuando usas la misma marca desde hace años, te permite llevar un acuario al extremo, sabes con qué contar, te permite equilibrar un acuario fácilmente y aunque los productos tengan un coste por encima de la media, al final se ahorra mucho… ¡mucho mucho!
Acuario rosa:
Qual é o tanque dos que tem realizado que causou mais satisfação em voçé? por que?
¿Cuál es el acuario de los que tiene realizado que le causó más satisfacción? ¿Por qué?
FAAO:
“Syrah” foi o que maior indecisão me deu e por sua vez maior satisfação pelo desafio. Quando muitos diziam que seria impossível, consegui realizar algo inovador e fui premiado por isso. Consegui o 1º lugar no AGA e 10º no IAPLC.
“Syrah” fue el que mayor indecisión me dió y al mismo tiempo el que más satisfacción me dió por el desafío que suponía.Cuando muchos decían que sería imposible, conseguí realizar algo innovador y fui premiado por eso. Conseguí el primer lugar en el AGA y el décimo en el IAPLC.
Acuario rosa:
Eu digo uma serie de palavras e voçé diga o primeiro que venha á cabeça:
Yo digo una serie de palabras y usted diga lo primero que le venga a la cabeza:

Algas:
Calma… tudo se resolve!
Tranquilidad… ¡Todo se arregla!

ADA:
Pioneira e layouts naturais.
Pionera y montajes naturales.
ELOS:
Qualidade, satisfação, inovação e design.
Calidad, satisfacción, innovación y diseño.
CAU:
Criativos e de grande qualidade.
Creativos y de gran calidad.
CAE:
Espero para ver…
Takashi Amano:
Impulsionador.
Impulsor.
Diana Walstad:
Já ouvi falar…
Me suena…
Fotografía:
Canon.
Acuario rosa:
Têm disputas coa familia em relaçao á aquariofilia em relaçao ao tempo empregado no hobby, o espaço que ocupa na casa, etc…?
Tiene discusiones con la familia relacionado con la acuariofilia en relación al tiempo empleado en el hobby, el espacio que ocupa en casa, etc…?
FAAO:
A minha esposa apenas me chateia quando os layouts não lhe agradam 🙂 Rapidamente muda de opinião assim que começam a evoluir.
Mi esposa sólo me riñe cuando los montajes no le agradan :-)Rápidamente cambia de opinión en cuanto empiezan a evolucionar.
Acuario rosa:
Conheçe muitos paisagistas espanhois? pode nomear algum do que goste especialmente?
¿Conoce muchos paisajistas españoles? ¿Puede nombrar alguno que le guste especialmente?
FAAO:
Poucos, conheces o Pereiro? 🙂 Em Espanha existem alguns aquascapers com muita qualidade e que já demonstraram que sabem o que fazem, talvez por este motivo e tentando impulsionar o publico espanhol tenham criado o CAE.
Pocos, ¿Conoces a Pereiro? :-)En España existen algunos paisajistas con mucha calidad y que ya demostraron que lo saben hacer, talvez por este motivo e intentando impulsar al público español se formó el CAE.
Acuario rosa:
Têm mais hobbys? Quais se se podem saber?
¿Tienes más hobbys? ¿Cuáles, si se puede saber?
FAAO:
Fotografia e pouco mais… Meu tempo dispenso cuidando de meu filho, o que sobra fica para o aquascaping!
Fotografía y poco más… Mi tiempo lo dispongo cuidando de mi hijo, ¡lo que sobra queda para el paisajismo!
Acuario rosa:
Muitísimo obrigado pelo seu tempo don Filipe!
FAAO:
Sempre ás ordens Pereiro, foi um prazer!
_________________Abraço,
Filipe Oliveira
Anuncios

Entrevista a José Cruz Silva (Zeneo) (portugués)

Por todos os afeiçoados portugueses é conhecido José Cruz Silva… O que eu descubri estos días, mentres faziamos a entrevista, é que têm uma grande amabilidade e muita paciência… Por outro lado, o que faz gosta de o fazer bêm…

Nas charlas que tevemos tambêm averigüei que é um home entregado á familia.

Uma gran pessoa, en definitiva…

Acuario rosa:

Olá José (ou preferes que te chame Zé?), ante tudo, obrigado por aceitares o convite de Acuario rosa para fazer-te uma entrevista… é uma honra para mim

Zé:

Olá

Podes me tratar por Zé sim, todos os amigos me tratam assim.
Eu é que agradeço o convite, para mim é uma honra fazer parte do conjunto de entrevistados de Acuario Rosa.

Acuario rosa:

Bem, entao Zé, o primeiro que me gustaría preguntarte é quando e como começaste no hobby e quantos aquarios mantems hoje e a qué estao dedicados

Zé:

Quase que poderei dizer que comecei no hobby desde que nasci, pois em casa da minha avó havia um lago exterior com carpas que eu quando era criança ajudava a alimentar e a limpar. Com aquários de vidro iniciei-me há cerca de 13 anos, mas mais a sério desde 2005 com a descoberta dos fóruns, do Nature Aquarium e de toda a informação que a internet disponibilizou.

Acuario rosa:

Podes describir un pouco o conceito de “Nature Aquarium”? (Pregunta um bocado difícil nao é? hehe)

Zé:

Não acho assim tão difícil uma vez que é por ela que eu me tento guiar. 🙂

Para mim Nature aquarium é uma filosofia da aquariofilia que tem como principal objectivo aproximar o Homem moderno do mundo natural. O que pretendo atingir com determinada montagem é essa mesma sensação de que o aquário é um pedaço de natureza do qual eu posso desfrutar e “viajar” para outros mundos.

Até aparecer este conceito, grande parte dos aquários eram tidos como meras caixas de vidros onde se albergavam espécies de peixes exóticas. Com os livros e exposições fotográficas lançados por Takashi Amano essa filosofia popularizou-se muito. Mas mesmo anteriormente, já alguns especialistas da aquariofilia procuravam essa ideia se bem que de forma um pouco diferente. Não davam tanta importância às plantas e ao hardscape mas tentavam dar um aspecto ao aquário o mais natural possível, recriando as tais paisagem submersas. Um dos livros que mais aprecio e que frequentemente leio é o The Complete Aquarium (1991) de Peter W.Scott que tem uma abordagem sobre o tema da aquariofilia centrada nos biótopos mas cujas montagens têm muitos dos conceitos depois mais explorados por T.Amano.

Hoje em dia acho que a ideia do Nature aquarium já perdeu um pouco do conceito original. Cada vez mais me parece que uma montagem e posterior manutenção de um aquário, é encarada mais como uma “ciência” do que uma filosofia, o que faz perder algum do seu sentido. Exemplo disso são as normas já quase institucionalizadas da utilização dos pontos focais, de determinado tipo de tronco ou pedra, a forma de fotografia, etc.

Acuario rosa:

Entao achas que estao aparecendo demasiadas “regras” e “normas” á hora de montar um aquario… Ese “Nature aquarium” começa a desaparecer para se calhar pasar á moda dos aquarios con proporçoes e regras fixas?

Zé:

Sim, acho.
Gostava muito mais que se continuasse a falar em Nature Aquarium do que o que se fala agora sobre o aquapaisagismo. Um aquariofilista ao montar o seu aquário deveria de olhar muito mais para a criação de um pedaço de natureza para seu proveito do que fazer um quadro para mostrar. No entanto, é claro que há sempre regras e normas a seguir, elas serão sempre o ponto de partida para atingir determinado objectivo. Mas nunca deveríamos esquecer que a natureza é única e sempre imprevisível.

Acuario rosa:

Nos teus aquarios procuras que as plantas, peixes, etc… sejan mais ou menos compativeis com o que existe na natureza (biotopo) ou nao reparas demasiado nisso…

Zé:

Na escolha dos peixes tenho alguma preocupação. Nas plantas e restantes materiais nem sempre. Mas a selecção desses materiais pode (e deve) ser condicionada pela escolha dos peixes uma vez que é sempre bom criar o melhor ambiente para a fauna. Por exemplo: num aquário de discos ou escalares acho que se deve procurar a utilização de plantas de folha larga ou troncos; num aquário de camarões usar os musgos; etc. Não gosto de aquários que apenas procuram realçar a estética e não têm em conta o bem-estar animal.

Acuario rosa:

Falemos de internet Zé…

Moderas o forum http://www.aquascapingforum.net … podes comentar un pouco como nasceu o forum?

Zé:

E modero também o fórum http://www.aquariofilia.net 🙂

A ideia de formar o aquascapingforum surgiu do Filipe Oliveira em consenso com um largo conjunto dos amantes do aquapaisagismo de Portugal em que se pretendia ter um espaço mais especializado, onde pudesse haver troca de ideias entre aqueles que estão mais ligados ao aquapaisagismo, e com isso limitar um pouco o “ruído” gerado por um fórum de grandes dimensões como é o aquariofilia.net. No seguimento do que referi atrás sobre o Nature aquarium e o aquapaisagismo, por mim, os temas debatidos e discutidos poderiam ser mais alargados que a mera mostra de aquários. Ainda somos novos e penso que temos ainda um largo caminho a percorrer, assim haja vontade.

Acuario rosa:

Com respecto aos teus aquarios (de antes e agora)… qual é o teu preferido?

Zé:

Todos eles são bastante diferentes quer no tamanho, as espécies e a própria montagem. Por isso, a escolha é sempre um pouco difícil uma vez que cada um tem a sua particularidade de que gosto. Aprecio muito os pequenos pormenores.

A escolher, opto pelo Angels Creek na sua fase actual. Para além de gostar muito de observar o comportamento dos escalares, a sua manutenção é muito simples e fácil, o que ajuda bastante a apreciar o aquário, a própria montagem com a tentativa de recriar uma margem desabada…“me gusta mucho”.

Acuario rosa:

Um aquario precioso, sem dúbida alguma…

Qué outros aquarios tems actualmente e a qué estaon dedicados? (se pode ser com foto melhor ainda)

Zé:

Para além deste de escalares e tetras de 240 litros mantenho também:

Um plantado de 130 litros com ramirezis e neons e um de 25 litros com camarões red cherrys e guppies. Este último está “entregue” à responsabilidade do meu filho mais novo de 5 anos de maneira a que não mexa nos restantes quando eu não estou a ver.

Fotos fresquinhas tiradas agora: 🙂

A precisar de atenção urgente…mas tem havido pouca vontade

É uma festa enorme sempre que nascem novos peixes ou aparecem os minúsculos camarões no “meu” aquário. Para mim é um problema porque tenho de controlar a população sem que o rapaz se aperceba disso, He! He!

Acuario rosa:

3 paisagistas portugueses favoritos e 3 nao portugueses?

conheçes algum paisagista espahol?

Zé:

Portugueses:

Rui Alves (Ramirezi) – Foi a minha primeira referencia nos aquários plantados, principalmente as suas montagens mais antigas têm um toque especial muito virado para o Nature que aprecio muito;

André Silvestre – Para além das suas excelentes montagens, foi um dos que me transmitiu muitos dos conhecimentos que tenho hoje;

Filipe Oliveira – É sem qualquer dúvida um aquascaper de top mundial, o aquascaping em Portugal não seria nada sem ele. O premiado no AGA The River foi de todos o que sempre me agradou mais.

Estrangeiros:

Takashi Amano – Pelo seu grande sentido estético e por tudo aquilo que impulsionou;

Norbert Sabat – Principalmente as suas primeiras montagens;

Masashi Ono – Um grande aquascaper, as suas montagens têm sempre um toque muito especial.

Espanhóis conheço poucos, mas posso destacar alguns. Parece-me sobretudo que o aquascaping em Espanha está neste momento em grande evolução: Pereiro, Reca e Pepe

Acuario rosa:

Podias explicar-me o que é un Wabi-kusa?

Zé:

Esta explicação retirada do site Xylema para mim é bem elucidativa:

Wabi-kusa – Do Japonês Wabi e Planta. Estilo japonês de micro paisagismo. Simplicidade, equilíbrio, minimalismo, frescor. Termo que deriva da estética wabi-sabi , versa pela simplicidade e observação dos detalhes da natureza a fim de compreender seus princípios e aplica-los não só em objectos naturais como os manufacturados, a beleza na imperfeição. Equivalente, porém distinto, ao ideal de beleza ocidental, herdado dos Gregos antigos.

Por cá, chamamos de …chinesices he! He!

Foi algo que gostei de experimentar, mas desisti rápido porque o pote rachou e perdia a água rapidamente o que fez com que as plantas secassem. Mas é uma ideia muito interessante, que não precisa de ser aplicada exclusivamente em aquários ou plantas aquáticas. Já lhe dei um toque ocidental e apliquei o conceito num vaso de cactos He! He!

O wabi-kusa de plantas aquáticas

O “wabi-kusa” de cactos, bem mais fácil de manter He! He! Ainda está numa fase inicial (tem um ano) só lá para o fim do verão se deverá ver algum crescimento e perceber melhor o arranjo.

Acuario rosa:

Pensas que a influéncia mais importante á hora de componher uma paisagem aquática é a oriental?

Póde-se considerar a ásia o berço do paisagismo aquático actual?

Zé:

Os orientais como é óbvio tiveram e ainda têm uma grande influência no aquapaisagismo actual, no entanto, como acontece em tudo um pouco actualmente e fruto da globalização isso tem alguma tendência a desaparecer. Mas sem a sua filosofia de vida, de que se deve ter sempre presente uma forte ligação com a natureza, julgo que teria sido muito difícil, se não impossível, atingir o patamar que a aquariofilia e o aquascaping têm no momento. Nos países orientais e em particular na cultura Japonesa a beleza natural é apreciada de uma forma completamente diferente das culturas ocidentais. O mundo que nos rodeia não é visto de uma forma particular mas sim como um todo e em que a ligação do Homem à natureza e o gosto pelo mundo natural é vista de uma forma quase religiosa. (Uns familiares meus estiveram no Japão há pouco tempo e uma coisa que acharam caricato é que por exemplo os taxistas no interior da viatura têm sempre um vaso com uma planta…por cá temos uma bandeira do clube de futebol.) Daí, tanta importância ser dada à conjugação dos vários elementos naturais: água; ar; terra; fauna; flora; etc. Ou se quisermos especificar, na aquariofilia um aquário bonito tem sempre de ter a conjugação perfeita entre os diversos intervenientes, fauna, flora; hardscape e até os restantes materiais. Esse arranjo tem como principal finalidade aproximarmo-nos da natureza e leva-nos a apreciar aspectos dela que até então nos pareciam insignificantes. Que beleza poderia ter um tronco caído no chão? Ou determinada pedra?

Acuario rosa:

Muito interesante…

Neste mesmo contexto, têm influência os jardims Zen japoneses no aquascaping actual?

Zé:

Muitos dos ensinamentos transmitidos por Takashi Amano sobre por exemplo a disposição das pedras num aquário são originais dos jardins de pedra Japoneses. Aquí as pedras tal como num aquário são a base de todo o layout. Para além dos jardins Japoneses, há outras artes orientais como a Ikebana que também tiveram grande peso na forma como evoluíram os aquários plantados.

Ikebana é uma arte que conjuga plantas, pedras e troncos de uma forma harmoniosa. Mas tal como no Nature Aquarium é tida como uma forma de aproximar o Homem da natureza e não apenas como um mero arranjo de flores.

Deixo um site para consulta bastante interessante sobre os jardins zen onde é possivel encontrar muitas semelhanças com os aquários plantados. Gostei muito do conceito da utilização das árvores que serão aplicados num aquário pelos troncos..uma árvore retorcida, inclinada e gasta pelos elementos representa metafóricamente um indivíduo envelhecido que passou os testes do tempo e do destino.

The Japanese Garden

Acuario rosa:

Gostas dos “landscapes”?

Zé:

Apesar de achar que há aquários lindíssimos sobre landscapes, não são os meus favoritos. Parece-me sempre que há algo de artificial neles.

Acuario rosa:

Falemos de técnicas Zé…

Que sustrato usas?

A utilização de substratos e fertilizantes varia bastante pelo tipo de aquário. Como os que tenho são bem distintos uns dos outros, os fertilizantes e substratos utilizados são bem diferentes também.

con que fertilizas os teus aquarios?

No aquário mais plantado de 130 litros que é mais high-tech uso substrato e fertilizantes da seachem. Nos restantes optei por soluções mais baratas e que ao mesmo tempo me dão também prazer de realizar. Sou um pouco auto-didacta e gosto de inventar sempre algumas soluções que por vezes resultam outras não.

Para o aquário mais pequeno optei por fazer eu o substrato a partir de rocha de lava que esmaguei. Resultou muito bem mas que deu algum trabalho a concretizar

No aquário grande ando em testes com um fertilizador gota-a-gota muito simples onde uso fertilizante de plantas domésticas

usas tests?

Testes não uso tanto quanto devia, é raro e por vezes isso trás alguns problemas que com uma utilização mais frequente destes se prevenia atempadamente.

Empleaste en alguma ocasiao agua oxigenada?

Uso água oxigenada para tratar alguns problemas de algas, principalmente para as ciano-bactérias, para as restantes uso excel.

Podes explicar brevemente como inicias os teus aquarios?

Os meus aquários geralmente são planeados primeiros mentalmente em função dos materiais que disponho ou de uma ideia que vou formando lentamente. Para a disposição do hardscape faço alguns testes fora do aquário.
Teste de disposição das pedras para o A New World:

Não sou impulsivo de maneira que desfaço um layout facilmente e componho de seguida outro. Gosto de ter as coisas a longo prazo e vou sempre modificando alguns pormenores com o passar do tempo.

Como realizas as TPAs?

As tpa’s tento fazer uma semanal de 10, 20 ou 50% consoante o tamanho do aquário. É a parte mais chata do processo de manutenção. Não tenho água perto da sala onde estão os aquários o que obriga a transportar a água de um lado para o outro o que causa alguns distúrbios domésticos, com água espalhada pelo chão da casa ou os depósitos largados aqui e ali 🙂

Acuario rosa:

Obrigado pela documentaçao gráfica 🙂

Zé, hai pouco entrevistamos a Diana Walstad… Qué opiniao tems do seu “método”?

Zé:

Li o seu livro há algum tempo atrás, tem alguns conceitos interessantes que aplico, mas acho que não se deve ser tão purista. Devemos retirar ensinamentos do seu método como também de todos os outros. É preciso é saber aplicá-los correctamente em função do que pretendemos.

Acuario rosa:

Digo umas palavras e comentas o primeiro que se passe pela cabeça:

ADA:

Elegancia

Pedras:

Estrutura

Fotografía:

Recordação

Árbore:

Vida

Crise económica:

Ciclica

Ricardo B. Rosa:

Bom

Espanha:

Férias

Camaroes cocidos:

Maionese

Oliver Knott:

Referencia

CAU:

Companheirismo

Xema:

Cryptocorynes

Acuario rosa:

Tems alguma outra afiçao Zé?

Zé:

A família 🙂

Acuario rosa:

Boa afiçao sem dúbida 🙂

Gostarias de comentar algo mais?

Zé:

Apenas agradecer teres proporcionado esta entrevista que adorei e desejar as maiores felicidades para tí e para o Acuario Rosa

Acuario rosa:

Agradecido fico eu eternamente… Foi un prazer absoluto fazer esta entrevista.. És un tipo estupendo

Zé:

Dispõe sempre …. Gracias 😉

* Acuario rosa pede disculpas pelo pésimo português utilizado pelo entrevistador. Espero saiban comprender.

Entrevista a Oliver Knott

Entrevista a Oliver Knott
por Óscar Pereiro

Acuario rosa:

Antes de mais gostaria de agradecer o tempo dedicado a responder a esta entrevista.

Se não estou em erro, ganhas a vida com uma empresa com o teu nome (Oliver Knott – Aqua Design Consulting Company). Podes por breves palavras descrever qual o tipo de serviços oferecido pela empresa?

Oliver Knott:

A minha empresa é especializada em montagem e manutenção de aquários plantados em lojas, empresas e particulares. Um segmento de negócio bastante importante foi a cooperação com um dos maiores grupos Europeu do ramo das pet-store, a empresa Kolle-Zoo.





Nas suas lojas faço os layouts para todos os aquários de venda de peixes e os aquários de venda de plantas. Também faço manutenção de lagos de Koi, especialmente durante o verão.

Acuario rosa:

Recentemente lançaste no Mercado um novo substrato, NatureSoil… Podes explicar quais as suas propiedades? (Influencia no PH,estabilização, composição?)

Oliver Knott:

NatureSoil tem uma influencia semelhante nos parametros da água como o Aquasoil ou o ElosTerra. É uma argila natural recozida e está disponível em duas cores e tamanhos diferentes. Mais informação poderá ser encontrada AQUÍ.

É especialmente recomendado para quem deseja um aquário plantado e tem água com durezas elevadas. A minha intenção foi trazer para o Mercado Europeu uma alternativa aos areões neutros usados.

Acuario rosa:

Os seus aquários são bem conhecidos e podemos vê-los AQUÍ. Podes dizer qual o teu favorito e porquê??

Oliver Knott:

Um dos meus layouts favoritos é este:

Este aquário foi uma surpresa desde o inicio. Pela primeira vez num layout usei a Hemianthus Cuba e a Ludwigia Cuba. E nunca tive qualquer problema de algas neste aquário. O crescimento das plantas foi impressionante e as cores fantásticas.

Não é um layout muito especial mas é também um dos meus favoritos, este pequeno aquário:

Pela razão que usei a Utricularia pela primeira vez com um resultado fantástico…apaixonei-me por esta planta.

Acuario rosa:

Em relação aos aquários com caveiras,jogadores de futebol, girafas… são aquários que alguns criticam. Pdes explicar qual a inspiração ou motivação para a montagem destes aquários? São executados a pedido?

Oliver Knott:

Especialmente em exposições públicas escolho alguns layouts de “fantasia”….para obter a atenção das crianças e mostrar alguma coisa diferente. Por vezes aprecio isto para observar as diferentes opiniões dos clientes….adoram ou detestam…mas falam deles o que é bom para o negócio em geral.





Acuario rosa:

Agora, algumas questões técnicas:

Podes explicar sucintamente como montas um aquário do zero?

Oliver Knott:

– Escolho o aquário

– As plantas certas para a luz existente

– Crio mentalmente o layout

– Monto o aquário

– A cada 3 dias, faço 25% de mudança de água durante as primeiras 4 semanas

– Depois, semanalmente, 25% de mudança de água

– Após a primeira semana coloco caracóis e Ottocinclus

– Após 2 semanas coloco alguns camarões Amano ou Siamensis

– Depois de 3-4 semanas os restantes peixes

– Nas primeiras 1-2 semanas o período de luz é de 6 a 7 horas

– Depois disso aumento o período de luz para um máximo de 10 horas

Que tipo de fertilizante usas?

As opções disponíveis são muito variadas. Frequentemente escolho o AquaCare da Trópica, descomplicado e fácil de usar

Acuario rosa:

Em relação á tua visão do aquascaping:

Na tua opinião, em que país vês maior interesse no aquascaping?

Oliver Knott:

A Polónia é muito forte, também Portugal e Itália. No geral, as perspectivas futuras são muito boas na Europa.

Acuario rosa:

Podes indicar-nos alguns aquascapers que mais gostes?

Oliver Knott:

Jeff Senske, o pessoal da CAU Hong-Kong, Filipe Oliveira, Trisno da Indonesia (ele montou um plantado de mais de 20.000 litros inacreditável)…O único T.Amano…e todas as pessoas que adoram este hobbie fantástico.

Acuario rosa:

Qual o estilo de aquário que preferes?

Oliver Knott:

Adoro o Iwagumi, mas a mistura de pedras e bonitas raízes são uma das minhas favoritas…e todos os estilos que são diferentes.



Acuario rosa:

Ultimamente vimos-te envolvido na organização de um concurso de aquascaping, o “Aquatic Scapers Europe”. É um concurso que parece será um grande sucesso em participações e com um elevado nível de scaping…podes dizer como nasceu esta ideia?

Oliver Knott:

Só queríamos criar um concurso maior com origem, criado e organizado na Europa para tornar o aquascaping na Europa mais popular. Mas estamos certamente esperançados em receber candidaturas de todo o mundo. No próximo ano queremos organizar a nossa festa de aquários na Europa para criar a possibilidade de juntar todos os aquascapers interessados.

Acuario rosa:

Como foi a reacção dos aficionados? (Em Espanha quase todos os blogs anunciaram o concurso).

Oliver Knott:

Muito boa, e esperamos receber algumas entradas na primeira edição deste concurso.

Acuario rosa:

Agora, gostaria de te colocar algumas questões pessoais.

Quantos aquários tens em casa?

Oliver Knott:

Só alguns pequenos onde testo algumas plantas e produtos.

Acuario rosa:

Para além dos aquários tens mais algum interesse?

Oliver Knott:

Primeiro a minha família, natação, futebol, a cultura asiática e relaxar.

Acuario rosa:

Desta lista de palavras podes dizer o que te vem á ideia?:

Substrato: AquaSoil

Hemianthus callitrichoides: Tropica

ADA: Perfeito

Lily pipes: Design

Filipe Oliveira: Arvore

Algas: Comida

Takashi Amano: Samurai

Viagem: Japão

Máquina fotográfica: Canon

É tudo Sr. Knott,
Obrigado mais uma vez e os melhores cumprimentos,

Entrevista: Óscar Pereiro
tradução espanhol-Inglês: Oriol Pascual
tradução inglés-Português: José Cruz Silva
tradução Inglês-espanhol: Óscar Pereiro